Fumec lança a 3ª Campanha de Erradicação do Analfabetismo

A Fumec (Fundação Municipal para Educação Comunitária) aumentou em praticamente 700%, nos últimos três anos, as matrículas para o curso de Educação de Jovens e Adultos (EJA). O número foi divulgado na tarde desta sexta-feira, dia 29 de janeiro, durante o lançamento da 3º edição da Campanha de Erradicação ao Analfabetismo, realizado na Sala Azul da Prefeitura de Campinas.
 
 
O evento contou com a presença do vice-prefeito de Campinas, Henrique Magalhães Teixeira; da Secretária Municipal de Educação, Solange Villon Kohn Pelicer; da diretora executiva da Fumec, Darci da Silva, além de alunos, professores e empresas parceiras do projeto.
 
 
O sucesso da iniciativa pode ser comprovado em números. Nos últimos três anos, o aumento de matrículas realizadas foi de quase 700%. Em 2013, a Fumec recebeu 140 novos alunos. No ano passado, chegaram às salas de aula, 1.106 estudantes. “Podemos dizer que é uma política que foi adotada por esta gestão e que está transformando vidas”, comentou o vice-prefeito.
 
 
O objetivo da campanha é sensibilizar a população para que seja uma auxiliadora da Fumec. A mobilização pode ser feita de duas maneiras: por meio do convencimento de um colaborador, um amigo, vizinho, entre outros, a procurar uma sala de aula. A segunda possibilidade é de a própria pessoa que ainda não está escolarizada ou não teve a oportunidade de encerrar os estudos tornar-se um aluno da Fumec.
 
 
Outra frente de trabalho da Fumec, e que tem dado resultado positivo, é a parceria com empresas, entidades e igrejas. A Fumec cita como exemplo a concessionária Aeroportos Brasil – que administra o Aeroporto Internacional de Viracopos – e a Igreja Assembleia de Deus. “A Fumec está fazendo uma busca ativa dos alunos. Estamos colaborando com a dignidade desse cidadão, com as empresas que terão profissionais mais capacitados e com a cidade, que tem reduzido o número de analfabetos. Todo mundo sai ganhando”, afirmou a secretária de Educação.
 
 
O Ministério da Educação concedeu a Campinas o Selo Município Livre do Analfabetismo. Além da cidade, outros nove munícipios da Região Metropolitana de Campinas (RMC) também foram contemplados. Daqui para frente, o desafio da Fumec é zerar o percentual de analfabetismo, conforme estabelecido nos Planos Nacional e Municipal de Educação.
 
 
De acordo com o censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística de 2010, Campinas é a 5ª cidade, com mais de um milhão de habitantes, com os menores indicadores de analfabetos ou com baixa escolaridade. O ranking é composto por 14 municípios.
 
 
Na época em que foi realizado o mapeamento, mais de 28 mil habitantes com mais de 15 anos de idade não tinham completado o 5º ano do Ensino Fundamental, o equivalente a 3,26% da população com esse perfil.
 
 
Analfabetos funcionais
 
 
A diretora-executiva da Fumec afirma que Campinas também assumiu a responsabilidade de reduzir o número de analfabetos funcionais entre pessoas com mais de 15 anos.
 
 
“Algumas dessas pessoas, mesmo possuindo certificados do 5º ou 9º anos do Ensino Fundamental ou do Ensino Médio, ainda necessitam de reforço escolar nas disciplinas de Português e Matemática. E diante dessa realidade, a Fumec criou o Programa Consolidando a Escolaridade”, afirma Darci.
 
 
Educação de Jovens e Adultos em números
 
 
2013 – 140 novas matrículas para os alunos do 1º ao 5º anos do Ensino Fundamental
2014 – 776 novas matrículas do 1º ao 5º anos do Ensino Fundamental
2015 – 1160 novas matrículas do 1º ao 5º anos do Ensino Fundamental