Programa “Educação Ampliada ao Longo da Vida” é lançado pela Fumec

O Programa “Educação Ampliada ao Longo da Vida”, destinado a alunos não alfabetizados, com idade acima de 15 anos e que apresentam algum tipo de limitação intelectual ou mental, foi lançado na tarde desta quinta-feira, dia 13 de agosto, pelo prefeito Jonas Donizette. Agora, o Programa passa a integrar a grade de cursos oferecidos pela Fumec (Fundação Municipal para Educação Comunitária).
 
 
O lançamento foi realizado no Centro Kennedy, no bairro São Bernardo, e contou com a participação de aproximadamente 200 pessoas, entre autoridades, alunos do programa, familiares e representantes de entidades parceiras. De acordo com o Indicador do Analfabetismo Funcional, em 2013, 7% dos brasileiros não estavam alfabetizados, o que significa 14,6 milhões de pessoas.
 
 
“Campinas oferecerá um programa que servirá de referência para as demais cidades. São alunos da Educação Especial, que receberão, além da 4ducação formal, um espaço em que as limitações de cada um serão respeitadas. Com este programa, estamos reafirmando o direto destes estudantes”, disse o prefeito Jonas Donizette.
 
 
Funcionando há dez meses como projeto piloto, o Programa “Educação Ampliada ao Longo da Vida” já atende 200 alunos, que estudam nos períodos da manhã ou tarde, em 16 classes distribuídas pelas cinco regiões da cidade. “As aulas acontecem em Centros de Convivência, onde o aluno pode ir acompanhado de algum familiar ou cuidador. Além da educação formal, que pode ser desenvolvida por meio de uma visita a um museu, a um passeio pelo bosque, eles podem praticar dança, ginástica, ter aulas de cidadania”, afirmou Darci da Silva, diretora-executiva da Fumec.  
 
 
O programa é realizado por meio de uma parceria com as secretarias de Saúde, Cultura e Assistência Social. Os interessados podem obter mais informações por meio do telefone: (19) 3236-6264 ou 3235-3732 (ramal 1).